quinta-feira, 26 de novembro de 2020

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Resultado da promoção Especial : Dia do Professor

terça-feira, 13 de outubro de 2009


Promoção Especial : Dia do Professor

No Brasil, o Dia do Professor é comemorado em 15/10. Para festejar a data e prestigiar os mestres, Migalhas preparou uma semana especial e exclusiva de sorteios para os professores.

Serão quatro dias e quatro educadores premiados. A obra que inaugura a promoção é "Curso de Direito Internacional Penal" (Unijuí - 834p.), de José Cretella Neto;

Para participar o PROFESSOR deverá enviar um e-mail com nome completo, instituição que leciona e disciplina que ministra. (Clique aqui)

Conheça a obra e não deixe de participar !

"Curso de Direito Internacional Penal" (Unijuí - 834p.)

A criminalidade de há muito deixou de ser preponderantemente local, e, na velocidade da globalização, incorporou as mais novas tecnologias, organizou-se de forma empresarial, e passou a ser transnacional. Disso resulta que o estudo e o combate ao crime, em escala mundial, passaram a integrar o campo do Direito Internacional Penal. Com esse Curso José Cretella Neto, uma dos mais renomados e prolíficos internacionalistas brasileiros, aborda desde o desenvolvimento da disciplina até o estudo de cada um dos crimes internacionais atualmente praticados.




Sobre o autor :

José Cretella Neto é advogado internacional especializado na área empresarial. Mestre, doutor e livre-docente em Direito Internacional pela USP.

_______________

Ganhador :


José Canosa Gonçalves Netto, professor de Direito Penal, da PUC/SP

____________



_______
___________

  • No Brasil

No dia 15/10/1827 (dia consagrado à educadora Santa Teresa de Ávila), Pedro I, Imperador do Brasil baixou um Decreto Imperial que criou o Ensino Elementar no Brasil. Pelo decreto, "todas as cidades, vilas e lugarejos tivessem suas escolas de primeiras letras". Esse decreto falava de bastante coisa: descentralização do ensino, o salário dos professores, as matérias básicas que todos os alunos deveriam aprender e até como os professores deveriam ser contratados. A idéia, inovadora e revolucionária, teria sido ótima - caso tivesse sido cumprida.

Mas foi somente em 1947, 120 anos após o referido decreto, que ocorreu a primeira comemoração de um dia efetivamente dedicado ao professor.

Começou em São Paulo, em uma pequena escola no número 1520 da Rua Augusta, onde existia o Ginásio Caetano de Campos, conhecido como "Caetaninho". O longo período letivo do segundo semestre ia de 1/6 a 15/12, com apenas dez dias de férias em todo este período. Quatro professores tiveram a idéia de organizar um dia de parada para se evitar a estafa - e também de congraçamento e análise de rumos para o restante do ano.

O professor Salomão Becker sugeriu que o encontro se desse no dia de 15/10, data em que, na sua cidade natal, Piracicaba, professores e alunos traziam doces de casa para uma pequena confraternização. A sugestão foi aceita e a comemoração teve presença maciça - inclusive dos pais. O discurso do professor Becker, além de ratificar a idéia de se manter na data um encontro anual, ficou famoso pela frase "Professor é profissão. Educador é missão". Com a participação dos professores Alfredo Gomes, Antônio Pereira e Claudino Busko, a idéia estava lançada.

A celebração, que se mostrou um sucesso, espalhou-se pela cidade e pelo país nos anos seguintes, até ser oficializada nacionalmente como feriado escolar pelo Decreto Federal 52.682, de 1410/1963. O Decreto definia a essência e razão do feriado: "Para comemorar condignamente o Dia do Professor, os estabelecimentos de ensino farão promover solenidades, em que se enalteça a função do mestre na sociedade moderna, fazendo participar os alunos e as famílias".

___________


Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 8/10/2009 11:13