segunda-feira, 30 de novembro de 2020

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Desembargadora Valéria Maron é homenageada em sua última sessão no Órgão Especial do TJ/RJ

O Órgão Especial do TJ/RJ fez na segunda-feira, 9/11, uma homenagem à desembargadora Valéria Garcia da Silva Maron, que participou hoje da sua última sessão, por estar se aposentando. A desembargadora é a 3ª vice-presidente do TJ e está na magistratura fluminense há 36 anos.

terça-feira, 10 de novembro de 2009


Homenagem

Desembargadora Valéria Maron é homenageada em sua última sessão no Órgão Especial do TJ/RJ

O Órgão Especial do TJ/RJ fez na segunda-feira, 9/11, uma homenagem à desembargadora Valéria Garcia da Silva Maron, que participou hoje da sua última sessão, por estar se aposentando. A desembargadora é a 3ª vice-presidente do TJ e está na magistratura fluminense há 36 anos.

"Ingressei na magistratura em 1973 e sempre trabalhei na área civil. Além de integrar este Tribunal também atuei como titular da 3ª Zona Eleitoral, no Flamengo, e na Escola Superior da Magistratura Nacional. Estou muito emocionada e agradeço a todos os meus colegas por esta homenagem", disse a desembargadora, que recebeu das mãos do desembargador Sergio Cavalieri a Medalha de Honra da Magistratura Fluminense.

Como juíza substituta, a magistrada atuou nas 9ª, 13ª, 16ª, 18ª, 19ª, 20ª, 22ª varas Cíveis e em varas de Órfãos e Sucessões, sendo promovida em 1981 para a 10ª vara da Fazenda Pública, onde permaneceu até 1994, quando foi promovida para o extinto Tribunal de Alçada Cível, passando a compor sua 18ª Câmara.

Em 1998, promovida a desembargadora, trabalhou na 1ª Câmara Cível, cuja presidência exerceu de 2004 até fevereiro de 2007, quando tomou posse na 1ª vice-presidência, onde ficou até fevereiro deste ano, quando assumiu o cargo de 3ª vice-presidente.

"A desembargadora Valéria Maron nunca admitiu o preconceito, o revanchismo, a perseguição gratuita e sempre esteve ao lado de todas e de todos, magistrados ou servidores, que sofreram discriminação, assumindo abertamente a sua defesa. Foi defensora incondicional da ascensão das mulheres, não sendo poucas as vezes que a vimos adentrar este recinto como madrinha de uma das nossas valorosas desembargadoras que tanto abrilhantam o nosso Tribunal. Mulheres como ela abriram portas e venceram preconceitos, são especiais e por sua atuação emblemática, certamente, não serão esquecidas", escreveu a desembargadora Leila Mariano no discurso de despedida da sua colega.

A desembargadora Valéria Maron completará 70 anos no próximo dia 14 de novembro e está deixando o Tribunal por causa da aposentadoria compulsória.

_______________________

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 10/11/2009 11:26