O que saiu em Migalhas sobre Eduardo Carlos
Migalhas

O que saiu em Migalhas sobre Eduardo Carlos

/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 5/6/2013

Havia dado é cacófato?

Havia dado é cacófato ? O Professor esclarece a dúvida.

...Nacional, 1939. p. 241.5 Cf. PEREIRA, Eduardo Carlos. Gramática Expositiva para o Curso Superior. 15. ed. São Paulo: Monteiro Lobato & Cia., 1924. p. 263.6 Cf. SACCONI, Luiz Antônio. Nossa Gramática. São Paulo: Editora...
Havia dado é cacófato?
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 8/5/2013

Para que (se) pudesse (se) inscrever(-se)

Partindo do princípio de que as conjunções subordinativas obrigam a colocação do pronome pessoal oblíquo átono em próclise, o Professor explica como, na locução verbal, funciona essa regra de atração.

...Janeiro: Organização Simões Editora, 1954. p. 49-50. 14 Cf. PEREIRA, Eduardo Carlos. Gramática Expositiva para o Curso Superior. 15. ed. São Paulo: Monteiro Lobato & Cia., 1924. p. 255-256. 15 Cf. OLIVEIRA, Édison de....
Para que (se) pudesse (se) inscrever(-se)
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 15/10/2008

"Não se deve dizer tais coisas"

1) A questão é saber qual a construção correta: "Não se deve dizer tais coisas", ou "Não se devem dizer tais coisas"? 2) De acordo com Vitório Bergo, "em frases deste modelo, o verbo dever constitui, em regra, auxiliar do inf...

1) A questão é saber qual a construção correta: "Não se deve dizer tais coisas", ou "Não se devem dizer tais coisas"? 2) De acordo com Vitório Bergo, "em frases deste modelo, o verbo dever constitui, em regra, auxiliar do inf...
"Não se deve dizer tais coisas"
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 10/9/2008

Onde e aonde

Onde e aonde 1) Por um lado, correspondendo ao advérbio latino "ubi" (com o significado de onde, no lugar em que), usa-se onde com verbos de acepção estática, que indicam permanência em algum lugar. Exs.: a) "Onde trabalha a testemunha?"...

Onde e aonde 1) Por um lado, correspondendo ao advérbio latino "ubi" (com o significado de onde, no lugar em que), usa-se onde com verbos de acepção estática, que indicam permanência em algum lugar. Exs.: a) "Onde trabalha a testemunha?"...
Onde e aonde
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 20/8/2008

E nem

1) Tais palavras só podem vir juntas em seqüência, quando o e for conjunção e o nem for advérbio, exercendo cada uma, assim, sua própria função morfológica. Ex.: "O ordenamento jurídico busca a realização da justiça e nem sempre con...

1) Tais palavras só podem vir juntas em seqüência, quando o e for conjunção e o nem for advérbio, exercendo cada uma, assim, sua própria função morfológica. Ex.: "O ordenamento jurídico busca a realização da justiça e nem sempre con...
E nem
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 15/8/2007

Intimem-se-as

1) Se se diz "Intimem-se as partes", o que se tem é uma frase reversível, que também pode ser dita assim: "As partes sejam intimadas". 2) E, como na frase do modelo ("Aluga-se uma casa"), podem-se extrair as seguintes c...

1) Se se diz "Intimem-se as partes", o que se tem é uma frase reversível, que também pode ser dita assim: "As partes sejam intimadas". 2) E, como na frase do modelo ("Aluga-se uma casa"), podem-se extrair as seguintes c...
Intimem-se-as
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 8/8/2007

É hora da onça beber água

1) Diga-se, desde logo, que a maneira tradicionalmente considerada correta de se dizer tal frase há de ser: "É hora de a onça beber água", e isso na consonância com a lição tradicional, como se vê do preciso ensino de Vitório Bergo so...

1) Diga-se, desde logo, que a maneira tradicionalmente considerada correta de se dizer tal frase há de ser: "É hora de a onça beber água", e isso na consonância com a lição tradicional, como se vê do preciso ensino de Vitório Bergo so...
É hora da onça beber água
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 4/7/2007

Pago

1) Quanto à conjugação verbal e ao emprego de seu particípio passado, é de comum ensino que se usa o verbo pagar apenas na forma irregular (pago), e isso com qualquer auxiliar, lembrando mesmo Otelo Reis que, "quanto ao particípio reg...

1) Quanto à conjugação verbal e ao emprego de seu particípio passado, é de comum ensino que se usa o verbo pagar apenas na forma irregular (pago), e isso com qualquer auxiliar, lembrando mesmo Otelo Reis que, "quanto ao particípio reg...
Pago
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 20/6/2007

Dentro em

1) Embora dentro de seja a construção mais comum na atualidade, João Ribeiro também justifica o emprego de dentro em, observando que esta última é a sintaxe mais freqüente nos autores antigos.1 2) Eduardo Carlos Pereira, sem restriçõ...

1) Embora dentro de seja a construção mais comum na atualidade, João Ribeiro também justifica o emprego de dentro em, observando que esta última é a sintaxe mais freqüente nos autores antigos.1 2) Eduardo Carlos Pereira, sem restriçõ...
Dentro em
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 11/4/2007

Precisar de falar

1) Valendo-se de pesquisa de Luiz Carlos Lessa, no que tange ao verbo precisar observa Celso Pedro Luft que no Brasil, "pelo menos em nossos dias, o mais usual é preposicionar-se o complemento, se este é um substantivo, e, ao revés, omi...

1) Valendo-se de pesquisa de Luiz Carlos Lessa, no que tange ao verbo precisar observa Celso Pedro Luft que no Brasil, "pelo menos em nossos dias, o mais usual é preposicionar-se o complemento, se este é um substantivo, e, ao revés, omi...
Precisar de falar
/coluna/gramatigalhas
quinta-feira, 16/11/2006

Em que pese a

1) Aires da Mata Machado Filho vislumbra em tal expressão uma locução empregada no português antigo, em sentido concessivo, equivalendo a ainda que. 2) Para ele, o verbo, na referida expressão, fica invariável na terceira pessoa ...

1) Aires da Mata Machado Filho vislumbra em tal expressão uma locução empregada no português antigo, em sentido concessivo, equivalendo a ainda que. 2) Para ele, o verbo, na referida expressão, fica invariável na terceira pessoa ...
Em que pese a
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 18/10/2006

Poeta

1) Como substantivo, seu feminino é poetisa,1 tendo, assim, uma forma própria para o masculino (poeta) e outra para o feminino (poetisa),2 não se admitindo seu emprego como se fosse substantivo comum-de-dois gêneros. Exs.: a) "Ela ...

1) Como substantivo, seu feminino é poetisa,1 tendo, assim, uma forma própria para o masculino (poeta) e outra para o feminino (poetisa),2 não se admitindo seu emprego como se fosse substantivo comum-de-dois gêneros. Exs.: a) "Ela ...
Poeta
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 20/9/2006

A folhas vinte e duas

1) Em expressões dessa natureza, ao menos cinco problemas podem surgir: a) por primeiro, se é ou não correto o uso do numeral cardinal (vinte e duas), ou se o adequado é o ordinal (vigésima segunda); b) ao depois, é de ...

1) Em expressões dessa natureza, ao menos cinco problemas podem surgir: a) por primeiro, se é ou não correto o uso do numeral cardinal (vinte e duas), ou se o adequado é o ordinal (vigésima segunda); b) ao depois, é de ...
A folhas vinte e duas
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 19/10/2005

Bastante procurador

1) O adjetivo bastante significa suficiente ou aquele que basta. A expressão bastante procurador, assim, tem a acepção de procurador suficiente, ou procurador apto, ou procurador com os poderes necessários. 2) Quanto à te...

1) O adjetivo bastante significa suficiente ou aquele que basta. A expressão bastante procurador, assim, tem a acepção de procurador suficiente, ou procurador apto, ou procurador com os poderes necessários. 2) Quanto à te...
Bastante procurador
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 24/8/2005

Uso do infinitivo

1) De acordo com Said Ali, a escolha da forma infinitiva depende de cogitarmos somente da ação ou do intuito ou da necessidade de pormos em evidência o agente da ação: no primeiro caso, preferimos o infinitivo não flexionado; no segundo, ...

1) De acordo com Said Ali, a escolha da forma infinitiva depende de cogitarmos somente da ação ou do intuito ou da necessidade de pormos em evidência o agente da ação: no primeiro caso, preferimos o infinitivo não flexionado; no segundo, ...
Uso do infinitivo
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 17/8/2005

Aspas

1) Do gótico "haspa", também conhecidas por comas ou vírgulas dobradas (às vezes em forma de cunhas), são sinais (" " ou ' ') com que, normalmente, se abrem e fecham citações, sendo bastante oportunas algumas considerações para se...

1) Do gótico "haspa", também conhecidas por comas ou vírgulas dobradas (às vezes em forma de cunhas), são sinais (" " ou ' ') com que, normalmente, se abrem e fecham citações, sendo bastante oportunas algumas considerações para se...
Aspas
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 4/5/2005

Despercebido

1) Significa o que não se vê, o que não é notado, aquilo em que não se atenta. Ex.: “Passou despercebida à imprensa a notoriedade do réu”. 2) Não confundir com sua parônima desapercebido, que quer dizer desprevenido, desguarn...

1) Significa o que não se vê, o que não é notado, aquilo em que não se atenta. Ex.: “Passou despercebida à imprensa a notoriedade do réu”. 2) Não confundir com sua parônima desapercebido, que quer dizer desprevenido, desguarn...
Despercebido
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 6/10/2004

Plural de nomes próprios

1) Os nomes próprios – quer marcas, quer prenomes, quer sobrenomes – seguem as mesmas regras dos nomes comuns, no que concerne a sua flexão para o plural: os Alvins, os Andrades, os Cadilacs, os Josés, Os Maias, os Ômegas,...

1) Os nomes próprios – quer marcas, quer prenomes, quer sobrenomes – seguem as mesmas regras dos nomes comuns, no que concerne a sua flexão para o plural: os Alvins, os Andrades, os Cadilacs, os Josés, Os Maias, os Ômegas,...
Plural de nomes próprios
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 25/8/2004

Cite-se-o

1) Quando se diz “Cite-se o réu”, percebe-se que, à semelhança de “Aluga-se uma casa”, o que se tem é uma frase reversível, que pode ser dita de outro modo: “O réu seja citado”; ou: “Que o réu seja citado”.2) E, do mesmo modo ...

1) Quando se diz “Cite-se o réu”, percebe-se que, à semelhança de “Aluga-se uma casa”, o que se tem é uma frase reversível, que pode ser dita de outro modo: “O réu seja citado”; ou: “Que o réu seja citado”.2) E, do mesmo modo ...
Cite-se-o
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 11/8/2004

Aluga-se uma casa

1) Diferentemente da frase Gosta-se de um bom vinho - com a qual esta deve sempre ser comparada em análise - uma frase como Aluga-se uma casa, em que há um se acoplado ao verbo, pode ser dita de outra forma: Uma casa é a...

1) Diferentemente da frase Gosta-se de um bom vinho - com a qual esta deve sempre ser comparada em análise - uma frase como Aluga-se uma casa, em que há um se acoplado ao verbo, pode ser dita de outra forma: Uma casa é a...
Aluga-se uma casa
Não há mais resultados para serem exibidos.