O que saiu em Migalhas sobre Ilha do Diabo
Migalhas

O que saiu em Migalhas sobre Ilha do Diabo

Veja o que saiu no Migalhas sobre Ilha do Diabo
/depeso
quarta-feira, 17/10/2012

Habeas corpus: uma perigosa volta ao passado

O nosso STF não pode, em plena democracia, ser a madrasta da liberdade alheia e amesquinhar o remédio heroico.

...Guantánamo (O caso Dreyfus: Ilha do Diabo, Guantánamo e o Pesadelo da História, ed. Companhia das Letras, 2010), permanece viva a ideia de que o habeas corpus é a mais eficaz garantia contra os abusos do poder e contém o...
Habeas corpus: uma perigosa volta ao passado
/depeso
sexta-feira, 4/2/2011

A imortalidade e a herança de Ruy Barbosa (Final)

Nos artigos anteriores comentei que o primeiro defensor público do Capitão Alfred Dreyfus, vítima de erro judiciário de um Tribunal militar francês (1894), por suposta espionagem em favor da Alemanha, não foi Émile Zola, com a sua histórica...

...no livro O caso Dreyfus - Ilha do Diabo, Guantánamo e o pesadelo da História, (Companhia das Letras, 2010)] eu indico outras em meus Casos Criminais Célebres (RT, 3ª ed., 1998), inclusive depoimentos dos filhos de Dreyfus....
A imortalidade e a herança de Ruy Barbosa (Final)
/depeso
quinta-feira, 3/2/2011

A imortalidade e a herança de Ruy Barbosa (III)

O livro do advogado polonês Louis Begley, "O caso Dreyfus – Ilha do Diabolo, Guantánamo e o pesadelo da História", é um registro minucioso do processo, da condenação e da revisão do famoso affaire Dreyfus, considerado um dos maiores erros j...

...honras militares e degredo perpétuo na Ilha do Diabo (Guiana Francesa). E já no segundo dia após a execução pública das penas, Ruy Barbosa escreveu um artigo sobre o caso, deplorando as circunstâncias que cercaram a...
A imortalidade e a herança de Ruy Barbosa (III)
/depeso
quarta-feira, 2/2/2011

A imortalidade e a herança de Ruy Barbosa (II)

"A epidemia do medo e a proteção dos direitos fundamentais" é o tema do segundo artigo da série "A imortalidade e a herança de Ruy Barbosa", que traça um comparativo entre o caso do capitão Dreyfus, defendido publicamente pela nossa Águia d...

...em 1946. O caso Dreyfus - Ilha do Diabo, Guantánamo e o pesadelo da história, tradução de Laura Teixeira Motta, é uma obra de extraordinária pesquisa acerca do affaire Dreyfus, tendo como gancho um artigo publicado em 21...
A imortalidade e a herança de Ruy Barbosa (II)
/depeso
terça-feira, 1/2/2011

A imortalidade e a herança de Ruy Barbosa (I)

Na verdade, porém, a imortal Águia de Haia – assim cognominado pela atuação na II Conferência Internacional da Paz (Holanda, 1907) – foi o primeiro defensor público do Capitão Dreyfus. Para fugir do governo despótico de Floriano Peixoto (18...

...e ao degredo perpétuo na Ilha do Diabo (Guiana Francesa). A revisão daquelas penas infamantes ocorreu quatro anos depois, com a demonstração de graves vícios e distorções na elaboração da perícia grafotécnica da única e...
A imortalidade e a herança de Ruy Barbosa (I)
Não há mais resultados para serem exibidos.