O que saiu em Migalhas sobre Maria Ines Dolci
Migalhas

O que saiu em Migalhas sobre Maria Ines Dolci

/quentes
terça-feira, 23/8/2016

Associação de defesa do consumidor aciona STF para impedir futuros bloqueios do WhatsApp

Ação busca assegurar direito de consumidores brasileiros usuários do aplicativo se comunicarem livremente.

...repetidos bloqueios", avalia Maria Inês Dolci, coordenadora institucional da Proteste. Segundo a associação, a suspensão do WhatsApp fere duas garantias que são pilares do marco civil da internet: a neutralidade da rede...
Associação de defesa do consumidor aciona STF para impedir futuros bloqueios do WhatsApp
/depeso
sexta-feira, 23/1/2015

Com a palavra, a 7ª câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo

Adriana Carvalho, Claudia de Moraes Pontes Almeida e Maria Inês Dolci

Colegiado irá decidir se é devida a reparação de danos a consumidores de cigarros.

...Defesa do Consumidor. *Maria Inês Dolci é advogada e coordenadora institucional da Proteste - Associação de Consumidores.
Com a palavra, a 7ª câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo
/amanhecidas
sexta-feira, 23/1/2015

MIGALHAS nº 3.542

Informações jurídicas de sexta-feira, 23 de janeiro de 2015.

...Moraes Pontes Almeida e Maria Inês Dolci. (Clique aqui) Semanário migalheiro Confira as matérias mais lidas esta semana em Migalhas: Conciliadora criminal que participa do BBB é afastada de cargo. (Clique...
MIGALHAS nº 3.542
/quentes
quinta-feira, 14/4/2011

Atualização do CDC tratará apenas de dois temas

O ministro Herman Benjamin, do STJ, afirmou ontem, em audiência pública na Câmara, que a proposta de atualização do CDC manterá o foco no superendividamento e no comércio eletrônico.

...institucional do Proteste, Maria Inês Dolci, argumentou que muitas dos projetos de lei que tramitam na Câmara buscam reduzir direitos dos consumidores e são resultados de lobbies, e, por isso, os parlamentares devem...
Atualização do CDC tratará apenas de dois temas
/coluna/abc-do-cdc
quinta-feira, 31/3/2011

A proposta de "atualização" do Código de Defesa do Consumidor: quem ganha com isso?

O Brasil foi colonizado, a população catequizada e, fruto desse modo de imposição cultural, a legislação pátria, em larga medida, se inspirou nas normas jurídicas estrangeiras. O Código Civil de 1916 foi inspirado em leis da Europa ...

...essa proposta. Quero lembrar, como fez Maria Inês Dolci no artigo que publicou e para utilizar um jargão tão à moda dos brasileiros que, em time que está ganhando não se mexe. Não há mesmo nenhum motivo para se mexer no...
A proposta de "atualização" do Código de Defesa do Consumidor: quem ganha com isso?
Não há mais resultados para serem exibidos.