O que saiu em Migalhas sobre Vitorio Bergo
Migalhas

O que saiu em Migalhas sobre Vitorio Bergo

/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 5/8/2020

Aos 4 de julho ou Em 4 de julho?

Aos 4 de julho ou Em 4 de julho? O Professor responde.

... Castelo Branco, assegura Vitório Bergo que a cinco de maio se trata de "legítima expressão portuguesa, equivalente a no dia cinco". 4) Eduardo Carlos Pereira, de igual modo, sem proceder a qualquer distinção, exemplifica com "aos vinte de janeiro"....
Aos 4 de julho ou Em 4 de julho?
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 11/3/2020

Cláusulas de contrato – Como numerar?

Cláusulas de contrato – Como numerar? O Professor esclarece a dúvida.

...o caso concreto, ensina Vitório Bergo (1944, p. 212) – em lição que há de ter integral aceitação nos casos concretos – que, na generalidade dos casos, se há de empregar o numeral ordinal até nove (século nono); o seguinte pode ser século décimo...
Cláusulas de contrato – Como numerar?
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 8/1/2020

É proibido – Como concordar?

É proibido – Como concordar? O Professor esclarece.

... 375). 14) Por sua vez, ensina Vitório Bergo (1944, p. 106) ser concordância regular e permitida "Eram precisas despesas"; observa, todavia, não ser "condenável a concordância 'Era preciso despesas', notadamente com o substantivo não definido". 15)...
É proibido – Como concordar?
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 20/3/2019

Estados Unidos – Diz ou dizem?

Estados Unidos – Diz ou dizem? O Professor explica a questão.

...o ensino adicional de Vitório Bergo, para quem "não procede a alegação de que o nome, embora no plural, se refere a um só país, pois esse país é constituído de diversos estados, e a ideia de pluralidade se reflete no articular os". ...
Estados Unidos – Diz ou dizem?
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 17/2/2016

Anos vinte ou Anos vintes?

Anos vinte ou Anos vintes? O Professor esclarece a dúvida.

Anos vinte ou Anos vintes? O Professor esclarece a dúvida.
Anos vinte ou Anos vintes?
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 25/11/2015

Sob o fundamento

"Sob o fundamento" ou "Sobre o fundamento"? O Professor esclarece a dúvida.

"Sob o fundamento" ou "Sobre o fundamento"? O Professor esclarece a dúvida.
Sob o fundamento
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 2/9/2015

A fazer – Está correto?

A fazer – Está correto? O Professor esclarece a dúvida.

...galicismos sintáticos.5) Vitório Bergo, de igual modo, cita-a no rol dos galicismos de estrutura, daqueles "em que as palavras são portuguesas, mas a sintaxe (especialmente a colocação e a regência) é...
A fazer – Está correto?
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 14/1/2015

Júnior

Qual é o plural de júnior? O Professor esclarece a dúvida.

...com a preciosa síntese de Vitório Bergo, para quem, por um lado, por significar o mais moço, quando "posposto a um antropônimo, pode assinalar não só o filho em relação ao pai, senão também o sobrinho em face do tio, o...
Júnior
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 8/10/2014

Com nós – Existe?

Com nós – Existe? O Professor esclarece a dúvida.

...oportuno citar a lição de Vitório Bergo no sentido de que, "não só por uma questão de eufonia, senão também, ao que parece, pela conveniência de assinalar a utonomia do pronome vós, confundido na forma composta, prefere-se...
Com nós – Existe?
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 16/7/2014

Gastado ou Gasto?

Gastado ou Gasto? O Professor esclarece a dúvida.

...antigas moedas de 40 réis)". 12) Anota Vitório Bergo que se encontra em bons autores o emprego do particípio passado regular, "precedido, segundo a regra geral, do auxiliar ter ou haver". 13) Para Cândido de Oliveira,...
Gastado ou Gasto?
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 16/4/2014

Pegar

Pego ou pegado? O Professor esclarece a dúvida.

...variável". 5) Na lição de Vitório Bergo, o particípio passado regular (pegado) é "forma correta, usada pelos clássicos em vez de pego, que é moderna, e nos diversos sentidos usuais, como seguro, medrado, rente, etc.". 6)...
Pegar
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 23/10/2013

Em vez de ou ao invés de

As expressões "em vez de" e "ao invés de" são sinônimas ou existe um sentido diferenciado para cada uma delas?

As expressões "em vez de" e "ao invés de" são sinônimas ou existe um sentido diferenciado para cada uma delas?
Em vez de ou ao invés de
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 31/7/2013

À exceção de ou Com exceção de?

À exceção de ou Com exceção de? O Professor esclarece a dúvida.

...sinônima de com exceção de, Vitório Bergo anota que tem ela o abono de bons escritores, alinhando, em corroboração,  exemplo de Alexandre Herculano: "... não é já digno de reparo que todos estes diferentes tipos de...
À exceção de ou Com exceção de?
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 10/7/2013

A catorze de julho ou Em catorze de julho?

A catorze de julho ou Em catorze de julho? O Professor esclarece a questão.

...Castelo Branco, assegura Vitório Bergo que a cinco de maio se trata de "legítima expressão portuguesa, equivalente a no dia cinco". 3) Eduardo Carlos Pereira, de igual modo, sem proceder a qualquer distinção, exemplifica...
A catorze de julho ou Em catorze de julho?
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 14/12/2011

A mim me parece

A mim me parece 1) É correta a repetição, em pleonasmo, de um pronome pessoal oblíquo átono por um tônico. Exs.: a) "A mim me parece que o recurso é intempestivo"; b) "A ela, não lhe ficou a ideia de que estavam dizendo a ver...

...verdade". 2) Na lição de Vitório Bergo, trata-se de construção irrepreensível, apesar de pleonástica, e isso porque "o pleonasmo deixa de considerar-se vício para classificar-se como figura desde que, sem tornar...
A mim me parece
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 11/8/2010

À Rua Tal ou Na Rua Tal?

À Rua Tal ou Na Rua Tal? 1) Com os verbos domiciliar, morar, residir, situar e com os adjetivos domiciliado, estabelecido, morador, residente, sempre surge a indagação de como se deve dizer na sequência: a) À Rua Tal; ou b) Na Rua Tal?...

...Napoleão Mendes de Almeida e Vitório Bergo - que defendem como correta a construção com um complemento indicativo de lugar regido pela preposição em. Ex.: "Ele mora na Rua do Ouvidor". 3) Vários outros gramáticos - dentre...
À Rua Tal ou Na Rua Tal?
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 28/4/2010

Nomes próprios plurais

Nomes próprios plurais 1) Há determinados nomes próprios que sempre se apresentam na forma plural: Alpes, Andes, Estados Unidos, Lusíadas, Sertões, Vassouras. 2) Tais substantivos trazem problemas de concordância verbal, e três obse...

Nomes próprios plurais 1) Há determinados nomes próprios que sempre se apresentam na forma plural: Alpes, Andes, Estados Unidos, Lusíadas, Sertões, Vassouras. 2) Tais substantivos trazem problemas de concordância verbal, e três obse...
Nomes próprios plurais
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 10/6/2009

Namorar com

Namorar com 1) Quer no sentido de desejar ardentemente algo, quer no significado de cortejar, galantear, trata-se de verbo transitivo direto (construído sem qualquer preposição). Ex.: "O rapaz namorou a vizinha ...

Namorar com 1) Quer no sentido de desejar ardentemente algo, quer no significado de cortejar, galantear, trata-se de verbo transitivo direto (construído sem qualquer preposição). Ex.: "O rapaz namorou a vizinha ...
Namorar com
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 22/4/2009

Mais bem

Mais bem 1) Quando se diz "Ele é um bom advogado", o vocábulo bom, por modificar um substantivo, é um adjetivo e pode ter regularmente seu plural ("Eles são bons advogados"). 2) Já quando se diz "Ele é bem intencionado", por modif...

Mais bem 1) Quando se diz "Ele é um bom advogado", o vocábulo bom, por modificar um substantivo, é um adjetivo e pode ter regularmente seu plural ("Eles são bons advogados"). 2) Já quando se diz "Ele é bem intencionado", por modif...
Mais bem
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 1/4/2009

Através de

Através de 1) A primeira observação que se há de fazer é que deve sempre haver, na referida expressão, a preposição de, e até mesmo configura galicismo sintático sua omissão, como, aliás, lembra Vitório Bergo em seu en...

Através de 1) A primeira observação que se há de fazer é que deve sempre haver, na referida expressão, a preposição de, e até mesmo configura galicismo sintático sua omissão, como, aliás, lembra Vitório Bergo em seu en...
Através de
Não há mais resultados para serem exibidos.