O que saiu em Migalhas sobre Crime do colarinho branco

O que saiu em Migalhas sobre Crime do colarinho branco

/depeso
terça-feira, 13/10/2020

“Magnitsky act”: como esta lei dos Estados Unidos pode alcançar os ‘intocáveis’ no Brasil?

Temos a esperança que a Lei Magnitsky, em um futuro próximo, possa mudar a realidade dos brasileiros, os quais passam a contar com a força desta norma dos Estados Unidos, onde ninguém escapa ou está acima da lei.

... Sutherland, Edwin Hardin. White Collar Crime. New York: Dryden Press, 1949. 5- Global Magnitsky Human Rights Accountability Act. 6- Fonte: Carta enviada por William Browder, do The Global Magnitsky Justice Campaign, a membros do parlamento...
/depeso
segunda-feira, 18/3/2019

Punição aos crimes do colarinho branco: o que falta fazer?

O artigo aborda a questão dos crimes do colarinho branco no Brasil, inicialmente narrando as nuanças do sistema de diagnóstico deste tipo de ilícito, e trazendo um enfoque na verificação prática de incidência.

... 1986. SUTHERLAND, Edwin. White Collar Crime. New Haven: Yale University Press, 1985. ZACKSESKI, Cristina. Da Prevenção Penal à “Nova Prevenção”. In Revista Brasileira de Ciências Criminais, v. 29, São Paulo: RT, 2000. _________________  *Leonardo...
/amanhecidas
quinta-feira, 1/3/2018

MIGALHAS nº 4.306

Informações jurídicas de quinta-feira, 1º de março de 2018.

...Annual National Institute on White Collar Crime", promovido pela American Bar Association, em San Diego/Califórnia. A advogada participa do painel "Defending Multi-National Investigations". Presidente do Centro de...
/depeso
quinta-feira, 21/10/2004

O crime do colarinho branco. Visão Geral

Renato Ribeiro Velloso

O termo “crime do colarinho branco” (White-Collar Crime), surgiu em 1939 durante um discurso dado por Edwin Sutherland, a American Sociological Association.

O termo “crime do colarinho branco” (White-Collar Crime), surgiu em 1939 durante um discurso dado por Edwin Sutherland, a American Sociological Association.
Não há mais resultados para serem exibidos.