quinta-feira, 26 de novembro de 2020

MIGALHAS DE PESO

Publicidade

Diárias são devidas aos Agentes de Segurança Penitenciária que frequentaram o curso de formação técnico-profissional há menos de cinco anos

Embora haja previsão legal, o governo estadual vem recusando-se a pagar as diárias devidas aos Agentes de Segurança Penitenciária.

sábado, 5 de dezembro de 2015

A lei 10.261/68 (Estatuto dos Funcionários Públicos Civis do Estado de São Paulo) prevê o pagamento de diárias nos casos em que o servidor tenha que se deslocar temporariamente do município onde exerce suas funções, em razão do desempenho de suas atribuições ou em missão de estudo, desde que relacionadas com o cargo.

Com efeito, a lei também previu que, por meio de decreto, seria estabelecido o valor das diárias e a sua regulamentação, o que ocorreu com a edição do decreto 48.292/03 que fixou o valor das diárias em 9 UFESP para os servidores ocupantes de cargos ou funções-atividades que exijam diploma de nível superior ou habilitação profissional correspondente; os ocupantes de cargos ou funções-atividades de direção; os componentes da Polícia Militar do Estado de SP, ocupantes de postos de Coronel PM, a Aspirante a Oficial PM; e, de 7 UFESP, para os demais servidores civis e policiais militares.

Ocorre que, embora haja previsão legal, o governo estadual vem recusando-se a pagar as diárias devidas aos Agentes de Segurança Penitenciária, que, ao ingressarem na carreira, são compelidos a frequentar um curso de formação técnico-profissional, sob a justificativa de que o referido decreto estabeleceu o prazo de três dias úteis após o regresso para requerimento das diárias. Porém, não assiste razão a administração, tendo em vista não ser permitido a um decreto restringir um direito previsto em lei.

Nesse sentido é o entendimento do TJ/SP, que pacificou a questão reconhecendo o direito dos Agentes de Segurança Penitenciária que tenham frequentado o curso há menos de cinco anos ao recebimento das diárias.

Para tanto, é necessário ingressar com ação judicial.

___________________

*
Victor Sandoval Mattar é advogado do escritório Advocacia Sandoval Filho.

Atualizado em: 4/12/2015 13:40

AUTORES MIGALHAS

Busque pelo nome ou parte do nome do autor para encontrar publicações no Portal Migalhas.

Busca

AUTORES MIGALHAS VIP

Levi Rezende Lopes

Migalheiro desde 2020

Cleanto Farina Weidlich

Migalheiro desde 2007

Gilberto Bercovici

Migalheiro desde 2007

Abel Simão Amaro

Migalheiro desde 2004

Lilia Frankenthal

Migalheira desde 2020

Diego Mancini Aurani

Migalheiro desde 2020

Fernando Salzer e Silva

Migalheiro desde 2016

Gustavo Abdalla

Migalheiro desde 2019

Luciane Bombach

Migalheira desde 2019

Gustavo Santiago Martins

Migalheiro desde 2019

Carolina Amorim

Migalheira desde 2020

Rogério Pires da Silva

Migalheiro desde 2005

Publicidade