quinta-feira, 26 de novembro de 2020

MIGALHAS DE PESO

Publicidade

A fusão da BM&F Bovespa com a CETIP

O CADE exige ainda a realização de uma audiência pública para a criação de regras de acesso por outras plataformas.

quinta-feira, 30 de março de 2017

Depois de quase um ano de discussão e controvérsias, finalmente foi aprovada pelo CADE a fusão da BM&F Bovespa com a CETIP (Central de Títulos Públicos).  Prever-se que a nova Companhia terá uma receita anual de R$ 3,5 bilhões.

A aprovação, contudo, apresentou algumas exigências, quais sejam: a sociedade terá de garantir o acesso de sua infraestrutura a potenciais concorrentes que desejarem constituir bolsas ao país, como é o caso da ATS Brasil, que participou como interessada no processo do CADE.

O CADE exige ainda a realização de uma audiência pública para a criação de regras de acesso por outras plataformas.

A CVM, que a princípio havia negado o pedido de criação de uma nova bolsa, agora apresentou uma série de exigências, visando a entrada de eventuais concorrentes no mercado.

As exigências da CVM basicamente são a realização de uma audiência pública para criar as regras de acesso.

"Além disso, a CVM quer que a BM&F Bovespa contrate uma empresa que vai juntamente com a autarquia criar uma metodologia para avaliar a qualidade dos seus serviços prestados." (jornal o Valor)

Com a aprovação do CADE, a fusão espera o parecer final da Comissão de Valores Mobiliário para começar a funcionar.

A Fusão poderá gerar sinergias totais entre R$ 1,7 bilhões e R$ 3,4 bilhões, de acordo com estimativas da Goldman Saches (jornal o Valor).

_____________

*Leslie Amendolara é sócio-diretor do Forum Cebefi e advogado em Direito Empresarial e Mercado de Capitais.


Atualizado em: 29/3/2017 11:10

AUTORES MIGALHAS

Busque pelo nome ou parte do nome do autor para encontrar publicações no Portal Migalhas.

Busca

AUTORES MIGALHAS VIP

Ricardo Alves de Lima

Migalheiro desde 2020

Márcio Aguiar

Migalheiro desde 2020

Paulo Henrique Cremoneze

Migalheiro desde 2019

Levi Rezende Lopes

Migalheiro desde 2020

Luís Roberto Barroso

Migalheiro desde 2003

Ronaldo de Jesus

Migalheiro desde 2019

Antonio Pessoa Cardoso

Migalheiro desde 2004

Láiza Ribeiro

Migalheira desde 2020

Diego Mancini Aurani

Migalheiro desde 2020

Cesar de Lima e Silva

Migalheiro desde 2019

Publicidade