quarta-feira, 28 de outubro de 2020

MIGALHAS DE PESO

Publicidade

A história se repete

Lembrei-me do famoso episódio que o advogado (SanFran turma 1914), e historiógrafo Paulo Setúbal descreveu em seu livro "O ouro de Cuiabá".

sexta-feira, 22 de março de 2019

Ao ter notícia da "gentileza" do nosso presidente, feita em sua visita ao seu colega dos E.U.A., ao conceder livre entrada no Brasil dos norte-americanos sem a equivalente reciprocidade à entrada dos brasileiros naquele país, lembrei-me do famoso episódio que o advogado (SanFran turma 1914), e historiógrafo Paulo Setúbal descreveu em seu livro "O ouro de Cuiabá".

 

O fato, conhecido como "O cacho de bananas de ouro", acabou sendo tema da Escola de Samba "Mocidade Independente de Padre Miguel" em seu desfile de 1964 e relata a ida do Bandeirante Manoel João Branco a Portugal para dar de presente ao Rei Dom João V um grande cacho de bananas de ouro puro extraído das minas do Brasil.

 

Em síntese, após as peripécias da entrega, o rei diz ao bandeirante:

- Faça o seu pedido, para que Eu o conceda.

 

O bandeirante, surpreso, responde:

- Pedir? Mas eu vim dar!            

 

Assim é a nossa tradição: Brasil acima de tudo, Deus acima de todos!

__________________

*Vadim da Costa Arsky é advogado.

 

Atualizado em: 22/3/2019 08:59

AUTORES MIGALHAS

Busque pelo nome ou parte do nome do autor para encontrar publicações no Portal Migalhas.

Busca

AUTORES MIGALHAS VIP

Sílvio de Salvo Venosa

Migalheiro desde 2019

Miguel Reale Júnior

Migalheiro desde 2003

Jones Figueirêdo Alves

Migalheiro desde 2011

Rogério Pires da Silva

Migalheiro desde 2005

Stanley Martins Frasão

Migalheiro desde 2002

Murillo de Aragão

Migalheiro desde 2018

Abel Simão Amaro

Migalheiro desde 2004

René Ariel Dotti

Migalheiro desde 2006

Valmir Pontes Filho

Migalheiro desde 2004

Gilberto Giusti

Migalheiro desde 2003

Publicidade