sexta-feira, 22 de janeiro de 2021

MIGALHAS DE PESO

Publicidade

Escola da Magistratura do Paraná (I)

O presidente da OAB, Cezar Britto, apoiou a abertura de investigação ordenada pelo Ministro da Educação, Fernando Hadad, sobre o vestibular de Direito da Universidade Paulista (Unip), de Goiânia, no qual foi "aprovado" um menino de 8 (oito) anos de idade, embora cursando a quinta série do primeiro grau!

quinta-feira, 20 de março de 2008


Escola da Magistratura do Paraná (I)

A comemoração dos 20 anos do Núcleo de Londrina

René Ariel Dotti*

O presidente da OAB, Cezar Britto, apoiou a abertura de investigação ordenada pelo Ministro da Educação, Fernmando Hadad, sobre o vestibular de Direito da Universidade Paulista (Unip), de Goiânia, no qual foi "aprovado" um menino de 8 (oito) anos de idade, embora cursando a quinta série do primeiro grau! Para Britto, esse fato esdrúxulo comprova a mercantilização do ensino jurídico do país, "onde as Faculdades particulares proliferam e se transformam em autênticos caça-níqueis, sendo as grandes responsáveis pela má qualidade de ensino e, conseqüentemente, por elevados índices de reprovação no Exame de Ordem" (clique aqui) e o MPF de Goiás concedeu o prazo de 20 dias para que o MEC fiscalize o mencionado curso.

O leitor estará perguntando: o que esse corpo de delito da desordem administrativa e falência moral de muitas fábricas de diploma tem a ver com a comemoração do vigésimo aniversário do Núcleo de Londrina da Escola da Magistratura do Paraná? Nada e muito.

Em comunicação aos colegas, professores, alunos e amigos da EMAP, o Doutor Roberto Portugal Bacellar, dinâmico Diretor Geral da instituição, está recebendo a indicação de diretores e vice-diretores de núcleos regionais para desenvolver o Plano Anual de Formação Continuada, em harmonia com os eventos culturais da Associação dos Magistrados do Paraná (AMAPAR), que está sob a presidência do Desembargador Miguel Kfouri Neto, de notório prestígio intelectual e qualificado destaque judicante. Uma programação de cursos (atualização, aperfeiçoamento e especialização) e eventos (seminários, congressos, painéis, simpósios, palestras, grupos de estudo, etc) é um poderoso estímulo acadêmico e profissional. Diante da falta de uma melhor política pública de ensino jurídico, a esperança da sociedade brasileira está nas associações e escolas da magistratura, da advocacia, do Ministério Público e dos servidores judiciários. Tais centros, visando o constante aprimoramento, devem funcionar como antídoto para neutralizar o veneno da má-formação de bacharéis e filtro, absolutamente necessário, para impedir que a audácia, a incompetência e outros vícios possam participar do mercado de trabalho de incomensurável valor humano, social e cultural: o bom conhecimento do Direito e a boa aplicação da Justiça.

Recebi o honroso convite para participar da comemoração dos 20 anos de fundação do Núcleo da cidade que conserva um reluzente e constante pioneirismo. Os eventos marcaram a colação de grau da turma de 2007 e aula inaugural para os novos alunos, além da abertura informal do Curso Regional de Atualização para Magistrados (CRAM). Os trabalhos tiveram a condução criteriosa e eficiente do seu diretor, o Juiz Mauro Henrique Veltrini Ticianelli. (Segue).

__________________





*Advogado do Escritório Professor René Dotti









_____________

Atualizado em: 19/3/2008 11:02

AUTORES MIGALHAS

Busque pelo nome ou parte do nome do autor para encontrar publicações no Portal Migalhas.

Busca

AUTORES MIGALHAS VIP

Giselle Farinhas

Giselle Farinhas

Informativo Migalheira desde 2017
Almir Pazzianotto Pinto

Almir Pazzianotto Pinto

Informativo Migalheiro desde 2003
Júlio César Bueno

Júlio César Bueno

Informativo Migalheiro desde 2004
Thiago Boaventura

Thiago Boaventura

Informativo Migalheiro desde 2017
Flávia Pereira Ribeiro

Flávia Pereira Ribeiro

Informativo Migalheira desde 2019
Carla Domenico

Carla Domenico

Informativo Migalheira desde 2011
Fabricio Soler

Fabricio Soler

Informativo Migalheiro desde 2018

Publicidade