sexta-feira, 30 de outubro de 2020

MIGALHAS DE PESO

Publicidade

Nova IN da SRF que altera o cálculo do PIS e da Cofins importação

Foi publicada ontem (29/7) a IN SRF nº. 436/04 que trata, mais uma vez, do cálculo do PIS e da Cofins importação, que revogou a Ato Declaratório Executivo SRF nº. 17, de 30 de abril de 2004, apresentando pela terceira vez, desde maio, uma fórmula para o cálculo do PIS e a COFINS importação.

sexta-feira, 6 de agosto de 2004


Nova IN da SRF que altera o cálculo do PIS e da Cofins importação


Sérgio Presta*

Foi publicada ontem (29/7) a IN SRF nº. 436/04 que trata, mais uma vez, do cálculo do PIS e da Cofins importação, que revogou a Ato Declaratório Executivo SRF nº. 17, de 30 de abril de 2004, apresentando pela terceira vez, desde maio, uma fórmula para o cálculo do PIS e a COFINS importação.

Vejamos a seguir algumas disposições da IN SRF nº. 436/04:

DAS FÓRMULAS

Segundo a IN SRF nº. 436/04 os valores a serem pagos relativamente ao PIS e a COFINS importação serão obtidos pelos contribuintes utilizando as seguintes fórmulas, exceto quando a alíquota do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) for específica:

(i) importação de bens:



onde,

VA = Valor Aduaneiro

a = alíquota do Imposto de Importação (II)

b = alíquota do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI)

c = alíquota da Contribuição para o PIS importação;

d = alíquota da Cofins importação

e = alíquota do imposto sobre operações relativas à circulação de mercadorias e sobre prestação de serviços de transporte interestadual e intermunicipal e de comunicação (ICMS)

D = quaisquer outros impostos, taxas, contribuições e despesas aduaneiras, conforme estabelecido na alínea "e" do inciso V do art. 13 da Lei Complementar nº. 87/96, com a redação da Lei Complementar nº. 114/02.

(ii) importação de serviços:



onde,

V = o valor pago, creditado, entregue, empregado ou remetido para o exterior, antes da retenção do imposto de renda

c = alíquota do Pis importação

d = alíquota da Cofins importação

f = alíquota do Imposto sobre Serviços de qualquer Natureza

A IN SRF nº. 436/04 determina, ainda que na hipótese da alíquota do IPI ser específica, os valores a serem pagos serão obtidos pela aplicação das seguintes fórmulas:

onde,

a = al?quota específica do IPI

Q = Quantidade do produto importada na unidade de medida compatível com a alíquota específica do IPI.

VA = Valor Aduaneiro

a = alíquota do II

c = alíquota do PIS importação

d = alíquota da Cofins importação

e = alíquota do ICMS

D = quaisquer outros impostos, taxas, contribuições e despesas aduaneiras, conforme estabelecido na alínea "e" do inciso V do art. 13 da Lei Complementar nº. 87/96, com a redação da Lei Complementar nº. 114/02.

Segundo a IN SRF nº. 436/04 quando a declaração de importação se referir a mercadorias classificadas em mais de um código da Nomenclatura Comum do Mercosul (NCM), a variável "D" - quaisquer outros impostos, taxas, contribuições e despesas aduaneiras, de cada mercadoria, será obtida mediante a divisão do valor total da soma dos itens que compõem a variável proporcionalmente aos valores das mercadorias.

DAS EXCLUSÕES DA BASE DE CÁLCULO

A IN SRF nº. 436/04 determina que não deverá compor a base de cálculo do PIS e da COFINS importação, as hipóteses de no caso do IPI ou II:

a) imunidade;

b) de isenção,

c) redução das alíquotas dos respectivos tributos;

d) redução de suas respectivas bases de cálculo;

e) valor correspondente a qualquer deles, que seria devido caso não houvesse imunidade, isenção ou redução.

Também não deverá compor a base de cálculo do PIS e da COFINS importação, nas hipóteses de:

a) imunidade, isenção ou redução do ICMS, ou ainda, de redução das alíquotas ou da base de cálculo do tributo;

b) aplicação dos regimes aduaneiros aplicados em áreas especiais;

c) suspensão do pagamento do IPI vinculado à importação - Leis nºs. 10.637/02 e 10.485/02.

A IN SRF nº. 436/04 esclarece que nos casos de imunidade, isenção ou da suspensão do IPI vinculado à importação, o contribuinte deverá informar o valor zero para a alíquota correspondente de cada tributo e, nos casos de redução, informar-se-á a alíquota real empregada na operação.

A IN SRF nº. 436/04 ratifica o entendimento da 10.865/04 que na hipótese de diferimento do ICMS, o valor do ICMS diferido compõe a base de cálculo do PIS e da COFINS importação.

DA DEFINIÇÃO DE DESPESA ADUANEIRA

A IN SRF nº. 436/04 considera como valor das despesas aduaneiras o valor de todas as despesas utilizado para o cálculo do ICMS na importação.

Caso, o contribuinte não identifique todos os elementos que compõem o valor das despesas aduaneiras no momento do fato gerador do PIS e da COFINS importação, deverá ser utilizado o valor do ICMS calculado com os elementos conhecidos nesse momento. Quando for apurado o valor correto do ICMS devido, e sendo este diferente do valor do ICMS calculado anteriormente, o contribuinte deverá ajustar o cálculo e, caso necessário, recolher a diferença das contribuições, sem o pagamento de multa e juros, até a data do desembaraço aduaneiro.

DO RECOLHIMENTO A MAIOR DO PIS E DA COFINS IMPORTAÇÃO

Segundo a IN SRF nº. 436/04 caso o contribuinte comprove o recolhimento de valores a maior que o devido de PIS e da COFINS importação em razão da utilização das fórmulas constantes do Ato Declaratório Executivo SRF nº. 17/04, antes de 29/07, terá direito à restituição da diferença de valores, nos termos da IN SRF nº. 210/02.
_____________

* Advogado do escritório Veirano Advogados









___________

Atualizado em: 6/8/2004 07:41

AUTORES MIGALHAS

Busque pelo nome ou parte do nome do autor para encontrar publicações no Portal Migalhas.

Busca

AUTORES MIGALHAS VIP

Miguel Reale Júnior

Migalheiro desde 2003

Roberto Rosas

Migalheiro desde 2015

Teresa Arruda Alvim

Migalheira desde 2006

Carlos Barbosa

Migalheiro desde 2019

Fernando Salzer e Silva

Migalheiro desde 2016

Paulo Henrique Cremoneze

Migalheiro desde 2019

Allan de Oliveira Kuwer

Migalheiro desde 2020

Almir Pazzianotto Pinto

Migalheiro desde 2003

Renato de Mello Almada

Migalheiro desde 2018

Marília Lira de Farias

Migalheira desde 2020

Marco Aurélio Mello

Migalheiro desde 2014

Carla Domenico

Migalheira desde 2011

Publicidade