sexta-feira, 23 de outubro de 2020

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Falecimento - Carlos de Figueiredo Forbes

Faleceu ontem, aos 70 anos, o advogado Carlos de Figueiredo Forbes (OAB/SP 14.560). Formado pelas Arcadas (Turma de 1962), era pai de Carlos Suplicy de Figueiredo Forbes, sócio de Mundie e Advogados. Será cremado hoje, ao meio-dia, no Cemitério de Crematório Horto da Paz (rua horto da paz, 191, Itapecerica da Serra /SP).

sexta-feira, 23 de abril de 2010


Falecimento

Carlos de Figueiredo Forbes

Faleceu ontem, aos 70 anos, o advogado Carlos de Figueiredo Forbes (OAB/SP 14.560). Formado pelas Arcadas (Turma de 1962), era pai de Carlos Suplicy de Figueiredo Forbes, sócio de Mundie e Advogados. Será cremado hoje, ao meio-dia, no Cemitério de Crematório Horto da Paz (rua horto da paz, 191, Itapecerica da Serra /SP).

  • Veja abaixo uma emocionante mensagem de seus aprendizes, assinada por Karina Leiko Ogura :

________________

Ao nosso Mestre, Carlos de Figueiredo Forbes, com carinho...*

Ontem dia 22 de abril de 2010, perdemos uma parte de nós, do nosso coração, perdemos nosso Mestre, nosso ponto de equilíbrio, nosso eixo, nosso "chefe"...

A tristeza é grande, a saudade é enorme, convivemos com CFF durante anos, dia após dia, crescendo, tendo como exemplo o maior advogado com o maior coração de todos os tempos...

Somos os "Aprendizes de Carlos Forbes"!

O Dr. Carlos nos ensinou a almejar o futuro, a não temê-lo, a querer o bem das pessoas, a crescer sempre... Ensinou-nos a ter o "olho clínico" para os casos, saber entender as pessoas, a não ter medo de perder, a sempre tentar, por mais difícil que fosse... Ele nos ensinou a levantar a cada tombo com a cabeça erguida, limpando a poeira e seguindo em frente... Dizia que nos treinava para a vida, para sermos pessoas melhores e tentarmos mudar o mundo...

Tivemos o prazer de tê-lo como nosso Mestre, levamos broncas, como todo bom aprendiz, mas todos nós sabíamos que era para o nosso bem! De vez em quando ele soltava o famoso "Eita ferro", expressão que ficará guardada em nossos corações para sempre! Tinha uma memória invejável, lembrava de nomes de filmes, em inglês, francês, italiano, de um caso nos idos anos 70, 80... E as histórias... ah, as histórias, quantas temos para recordar! Dizíamos para que ele escrevesse um livro de memórias, com tudo o que já tinha passado! Seria um verdadeiro "best seller"...

Soubemos por meio dele qual foi a primeira profissão de Cartola, quem era Henri Salvador, a curtir jazz, música clássica e samba! Soubemos como curtir a boa música, a se divertir, a se interessar por filmes, seriados e palavras cruzadas em inglês... Aprendemos a ler nas entrelinhas, a tentar resolver uma palavra cruzada em francês... Aprendemos a sorrir ao falar ao telefone, pois ele dizia que a pessoa do outro lado se sentiria querida e especial! Aprendemos a trabalhar em equipe, a contar com a pessoa ao nosso lado, a ser, simplesmente feliz! Aprendemos a escrever ao estilo CFF, com um jeito único, brilhante e preciso!

A energia do Dr. Carlos era contagiante, sua risada, fascinante! Ele era nosso ponto de apoio, nosso porto seguro! O que faremos agora? Não temos cabeça para pensar, só sabemos que o coração anda apertado, choroso e muito, muito triste!

Ele dizia que a morte de uma pessoa era o recomeço, que não devíamos chorar, mas é difícil, muito difícil segurar nossas lágrimas! E assim, com os corações partidos, dizemos que não só perdemos nosso chefe, como também a pessoa que nos fazia ser melhor!

Querido Dr. Carlos, o Sr. mudou nossa vida!

Obrigado por tudo!

Dos seus eternos aprendizes, com muita saudade...

Karina Leiko Ogura

_______________

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 23/4/2010 10:15