domingo, 28 de fevereiro de 2021

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Ministro do TST visita usina de Santo Antônio e defende crescimento com desenvolvimento social

"Só há progresso econômico na medida em que o homem é valorizado". A afirmação é do ministro do TST, Carlos Alberto Reis de Paula, e foi dada em visita ao canteiro de obras da Usina Hidrelétrica de Santo Antônio, na última terça-feira, 8/2, em Porto Velho.

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

 

Obras

Ministro do TST visita usina de Santo Antônio e defende crescimento com desenvolvimento social

"Só há progresso econômico na medida em que o homem é valorizado". A afirmação é do ministro do TST, Carlos Alberto Reis de Paula, e foi dada em visita ao canteiro de obras da Usina Hidrelétrica de Santo Antônio, na última terça-feira, 8/2, em Porto Velho.

Ao comentar a grandiosidade do empreendimento, que junto com as obras da UHE de Jirau, a 110 km da capital, são os maiores investimentos do PAC, o ministro afirmou que o verdadeiro progresso econômico só é possível com o progresso social.

Reis de Paula disse, ainda, que não se faz progresso por progresso ou para a empresa ser mais empresa. Você faz progresso para o homem ser melhor. E neste contexto, a Justiça está presente para humanizar e restabelecer o princípio básico que é o homem em última instância.

E resumiu: "gosto de ver essas obras que transformam uma comunidade. E como juiz, gosto de ver as coisas, porque julgar é atuar e para você atuar bem, tem que saber, ver e sentir para tentar compreender e julgar melhor".

O ministro, que estava em Porto Velho em atividade correicional, foi convidado a visitar o canteiro de obras pela presidente do TRT, desembargadora Vania Abensur, e foi acompanhado ainda pelo vice-presidente, desembargador Vulmar de Araújo Coêlho Junior, demais desembargadores e juízes convocados do Tribunal Pleno.

A desembargadora Vania Abensur ressaltou, na ocasião, a importância do magistrado conhecer de perto a própria realidade na qual atua para entender melhor o conteúdo das folhas de um processo antes de analisar e julgar as diferentes situações.

De acordo com o desembargador Vulmar Coêlho é de enorme significado a visita dos magistrados à usina, tendo em vista o grande número de trabalhadores contratados o que vem representar um fenômeno social de alta importância, e consequente matéria-prima para a Justiça do Trabalho.

A comitiva foi recepcionada pelo diretor de Contrato e Montagem da Odebrecht, engenheiro eletricista Miguel Senna, que explicou aos visitantes as etapas de construção e toda a logística de apoios administrativo e de infraestrutura necessários para tocar a obra.

A previsão para o início de geração da primeira unidade é dezembro de 2011, casa de força onde oito unidades geradoras estão em fase de montagem.

O vertedouro, por onde será feito o desvio do canal do rio, a partir de junho deste ano estará com as 15 comportas prontas e em fase de testes. A casa de força da margem esquerda será equipada com 24 turbinas geradoras e os serviços de concretagem já foram iniciados, bem como a instalação do tubo de sucção, primeira peça de turbina a ser montada. "Dentro do nosso cronograma, vamos chegando até o final de 2014 com a 44ª máquina em operação", diz Senna.

________________
_________

Fonte : TST

________________

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 10/2/2011 16:01