quarta-feira, 27 de janeiro de 2021

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Meio ambiente

Museu da Justiça do TJ/RJ promove exposição integrada à Rio+20

Exposição busca retratar aspectos importantes da história do Direito Ambiental por meio de textos e imagens documentais de fatos ocorridos no Brasil.

domingo, 17 de junho de 2012

Dentro do espírito da Rio + 20, o Museu da Justiça do TJ do Rio irá inaugurar, no próximo dia 19, a exposição "O Direito Ambiental nas fontes históricas do Poder Judiciário". A exposição busca retratar aspectos importantes da história do Direito Ambiental por meio de textos e imagens documentais de fatos ocorridos no Brasil, desde o final do século XVIII.

Serão apresentados alguns casos relativos à história do saneamento e à urbanização da cidade do Rio de Janeiro, além do episódio da destruição da cidade de São João Marcos para a ampliação da represa de Ribeirão das Lages, visando a atender à crescente demanda de eletricidade da capital federal, no início do século XIX; e o reflorestamento do maciço da Tijuca, em 1862, que deu à cidade o privilégio de possuir a maior floresta urbana do mundo.

Exposição

A mostra está dividida em quatro núcleos: os fundadores da crítica ambiental no Brasil; a floresta da Tijuca; a destruição da cidade de São João Marcos; e a limpeza e o saneamento urbano. Interligados, eles demonstrarão aos visitantes os processos históricos do acervo do Museu que reconstituem a história da cidade e dos moradores de São João Marcos; a legislação do início do século XIX, que possibilitou o saneamento e a urbanização da cidade do Rio de Janeiro; e o Decreto Imperial nº 577 de 1861, que permitiu o reflorestamento do maciço da Tijuca.

A exposição estará aberta de segunda a sexta-feira, das 11h às 17h, no Salão dos Espelhos do Antigo Palácio da Justiça, à rua Dom Manuel, 29 - 3º andar, Centro.

A visitação pública começará no dia 25, com entrada franca. A solenidade de abertura, que terá início a partir das 11h, na Sala do Tribunal Pleno, terá a presença do 1º vice-presidente do TJ/RJ, desembargador Nametala Machado Jorge e outras personalidades ligadas à área do Direito Ambiental estadual.

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 16/6/2012 13:10

LEIA MAIS