terça-feira, 27 de outubro de 2020

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Candidato

Rodrigo Janot encabeça lista tríplice para chefia da PGR

Ela Wiecko e Deborah Duprat também integram a relação dos mais votados na eleição realizada pela ANPR.

quinta-feira, 18 de abril de 2013

A ANPR - Associação Nacional dos Procuradores da República consultou nesta quarta-feira, 17, seus associados (membros ativos e inativos do MPF) para eleger os candidatos ao cargo de procurador-Geral da República no lugar de Roberto Gurgel, que deixará a chefia da PGR em 15/8.

Rodrigo Janot Monteiro de Barros recebeu 511 votos; Ela Wiecko Volkmer de Castilho, 457; Deborah Macedo Duprat de Britto Pereira, 445; e Sandra Verônica Cureau, 271.

Agora, a ANPR entregará a lista tríplice - composta pelos subprocuradores Rodrigo Janot, Ela Wiecko e Deborah Duprat - à presidente Dilma, que não é obrigada a escolher um dos indicados. A CF/88 estabelece que o procurador-Geral da República seja "nomeado pelo Presidente da República dentre integrantes da carreira, maiores de trinta e cinco anos, após a aprovação de seu nome pela maioria absoluta dos membros do Senado Federal, para mandato de dois anos, permitida a recondução". A relação de candidatos elaborada pela associação é meramente sugestiva.

Rodrigo Janot Monteiro de Barros

Rodrigo Janot, 56 anos, é mineiro e ingressou no MPF em 1984, chegando ao cargo de subprocurador em 2003. Foi presidente da ANPR entre 1995 e 1997, cargo ocupado por Roberto Gurgel entre 1987 e 1989. Integrou a última lista tríplice, de 2011.

Ela Wiecko Volkmer de Castilho

A paranaense Ela Wiecko tem 64 anos e está no MPF desde 1975. Foi promovida a subprocuradora em 1992 e tem forte atuação na área de Direitos Humanos. Também integrou a última lista tríplice, de 2011. Bacharel em Direito pela UFRS, é mestre em Direito Público pela UFPR e doutora em Direito pela UFSC.

Deborah Macedo Duprat de Britto Pereira

Deborah Duprat tem 53 anos e atua no MPF desde 1987. Chegou ao cargo de subprocuradora em 2003. É vice-procuradora-geral desde 2009, substituindo Gurgel nas sessões do STF. É conhecida por seu trabalho na área de direito indígena. Natural do RJ, cursou Direito na UnB, bem como o mestrado em Direito e Estado.

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 18/4/2013 08:34