terça-feira, 1 de dezembro de 2020

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

TAC e TEC

STJ admite nova Rcl sobre cobrança de tarifas bancárias

Acórdão do TJ/RJ contestado divergiu do entendimento jurisprudencial do STJ a respeito de cobrança de tarifas bancárias TAC e TEC.

domingo, 13 de outubro de 2013

O ministro Villas Bôas Cueva, do STJ, admitiu o processamento de reclamação, com pedido de liminar, contra acórdão que divergiu do entendimento jurisprudencial do Tribunal Superior a respeito de cobrança de tarifas bancárias, decorrentes de serviços prestados por instituições financeiras.

A Rcl foi apresentada pela Companhia de Crédito Financiamento e Investimento RCI Brasil, condenada a devolver R$ 3.278,22, cobrados em tarifas de cadastro, inclusão de gravame e de serviço. A turma Recursal dos Juizados Especiais Cíveis e Criminais do RJ negou provimento ao recurso interposto pela financeira, mantendo inalterada a sentença.

As decisões destoam de entendimento já pacificado no STJ. A 2ª seção, em julgamento realizado sob o rito dos recursos repetitivos, decidiu que a cobrança de TAC e TEC é legítima desde que prevista em contratos celebrados até 30 de abril de 2008.

A divergência entre o acórdão e o entendimento do STJ foi reconhecida pelo relator, que também determinou a suspensão do processo na origem até o julgamento da reclamação.

  • Processo relacionado: Rcl 14.525

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 13/10/2013 11:32