sexta-feira, 4 de dezembro de 2020

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Todos de pé

Cartaz pede a partes e advogados que se levantem para receber juiz em audiência

Após polêmica, novo informe foi fixado solicitando apenas manutenção de "condutas desejáveis".

quinta-feira, 2 de julho de 2015

O juízo da 4ª vara Cível de Taguatinga/DF fixou um cartaz recentemente em suas dependências que repercutiu negativamente e gerou polêmica entre os frequentadores do local.

"Em estrito respeito ao juízo", o informe pedia que partes e advogados se levantassem quando o juiz de Direito José Roberto Moraes Marques entrasse na sala de audiências.

A OAB/DF enviou pedido de providências à Corregedoria do TJ/DF em desfavor do procedimento adotado. Um novo cartaz foi fixado, solicitando apenas a manutenção de "condutas desejáveis".

Solenidade

A medida, segundo a diretora da vara, Emília Carolina Ribeiro Lima, foi uma tentativa de resgatar a cordialidade e respeito durante o ato judicial, mas foi mal interpretada.

"O que tem acontecido reiteradamente, infelizmente, aqui e em outros lugares, em função talvez até das redes sociais e da facilidade da comunicação social, é que as pessoas não têm mais o respeito que tinham com relação ao ato judicial. Normas de boa condutada e educação não são observadas."

A diretora afirma que a intenção do pedido não foi "humilhar ou ferir a dignidade" de partes e advogados e que, em verdade, "não seria necessário fazer esse tipo de cartaz".

"Talvez tenha sido uma tentativa do magistrado, fazendo parte da liturgia, do ato processual em si, de trazer uma solenidade pra que as pessoas sentissem a seriedade."

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 2/7/2015 07:29