quinta-feira, 29 de outubro de 2020

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Na mira

MPF investiga Lula por suspeita de tráfico de influência a favor da Odebrecht

Medida é desdobramento de procedimento iniciado em abril a partir de uma representação que se baseou em reportagens jornalísticas.

sexta-feira, 17 de julho de 2015

O MPF instaurou procedimento investigatório criminal para apurar indícios de que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva teria praticado tráfico de influência a fim de conseguir contratos para a empreiteira Odebrecht na República Dominicana e em Cuba, entre 2011 e 2014.

A medida, oficializada por meio de portaria 66/15, é um desdobramento do procedimento iniciado no mês de abril a partir de uma representação que se baseou em reportagens jornalísticas. A investigação se refere à possível atuação do ex-presidente com agentes políticos destes países para viabilizar os acordos entre os governos estrangeiros e a construtora.

O procurador da República Valtan Timbó Martins Mendes Furtado, responsável pelo processo, solicitou cópia de documentos da operação Lava Jato que façam referência a obras executadas fora do Brasil que tenham sido financiadas com recursos diretos ou indiretos do BNDES ou que tenham relação com Lula.

Furtado pede ainda cópia de dados bancários relativos a possíveis depósitos feitos pelas empreiteiras investigadas na conta do ex-presidente, do Instituto Lula ou da empresa Lils Palestras e Eventos e Publicidade.

PIC

A conversão do procedimento inicial, uma Notícia de Fato, em PIC ocorreu em 8 de julho e considerou a proximidade do vencimento do prazo de duração da NF e o fato de que o MPF ainda aguardava o recebimento de informações solicitadas na fase preliminar da apuração.

Conforme estabelece a resolução 13/06, do CNMP, o prazo de um PIC é de 90 dias, sendo permitidas prorrogações sucessivas por igual período.

Confira a íntegra da portaria.

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 17/7/2015 08:14