quarta-feira, 28 de outubro de 2020

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Inquérito

Barroso prorroga pela quarta vez inquérito que investiga decreto dos portos

Prorrogação foi solicitada para que PF tome depoimentos de dois indicados por Temer.

terça-feira, 18 de setembro de 2018

O ministro Luís Roberto Barroso, do STF, prorrogou por 15 dias o prazo para a PF terminar a investigação do inquérito que investiga o presidente Michel Temer por supostas irregularidades na edição do decreto dos portosJá é a quarta prorrogação neste inquérito.

t

Oitiva

A PF havia pedido a prorrogação para ouvir duas pessoas indicadas por Temer: o ex-ministro dos Transportes Maurício Quintella, e o atual secretário dos Portos, Luiz Otávio Campos.

A PGR manifestou-se favoravelmente ao pedido de prorrogação por 15 dias para a realização das oitivas requeridas pela defesa, que estão agendadas para esta terça-feira, 18, e quarta, dia 19.

Inquérito

A investigação teve início em 2017 a partir de depoimentos em delação premiada de executivos do grupo J&F, e apura se um decreto editado por Temer teria por objetivo beneficiar empresas que atuam no porto de Santos.

Desde o início das investigações, o presidente nega que o decreto tivesse essa finalidade. Empresas alvo do inquérito também negam o pagamento de propina.

São investigados os crimes de corrupção ativa, passiva e lavagem de dinheiro envolvendo possível repasse de valores a Temer e ao-ex-deputado federal Rocha Loures, e eventual vinculação de serviços prestados por representantes da Rodrimar S/A à edição do decreto.

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 18/9/2018 17:41