terça-feira, 27 de outubro de 2020

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Justiça dos EUA suspende programa de escutas do governo

XX

sexta-feira, 18 de agosto de 2006

 

EUA

 

Justiça suspende programa de escutas do governo

 

Uma juíza federal dos Estados Unidos determinou que o programa de escutas telefônicas do governo americano, que intercepta telefonemas particulares e outras comunicações eletrônicas sem mandados judiciais, é inconstitucional.

 

A decisão também determina a paralisação imediata do programa.

 

A juíza Anna Diggs Taylor, de Detroit, afirmou que o programa da Agência de Segurança Nacional (NSA, na sigla em inglês) viola o direito constitucional americano de liberdade de expresão. "O interesse público é claro nesta matéria. É a defesa da nossa Constituição", diz a decisão judicial.

 

11 de setembro

 

O programa foi aprovado pelo governo de George W. Bush em 2001, depois dos ataques de 11 de setembro de 2001.

 

A Associação Americana de Defesa dos Direitos Civis (sigla ACLU, em inglês) entrou com um processo contra o programa no ano passado, depois que a ação do governo foi revelada pela imprensa.

 

A ACLU disse estar defendendo jornalistas, acadêmicos e advogados que alegaram que o programa de vigilância prejudicou várias de suas fontes em outros países.

 

"Ao decidir que nem o presidente está acima da lei, a corte cumpriu a sua função", disse a advogada da ACLU, Ann Beeson.

 

Já o governo norte-americano afirmou que qualquer ação da Justiça contra seu programa de vigilância poderia ameaçar segredos vitais na guerra contra o terrorismo. O governo tem sustentado que o programa é legal.

 

Um correspondente da BBC em Washington disse que a Casa Branca está estudando a decisão e que deve, muito provavelmente, recorrer.

 

_______________

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 18/8/2006 09:35