sábado, 5 de dezembro de 2020

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Atos antidemocráticos

PF prende ativista bolsonarista Sara Winter

Sara Winter é integrante do movimento "Os 300 do Brasil", grupo armado de extrema direita formado por apoiadores de Jair Bolsonaro.

segunda-feira, 15 de junho de 2020

Na manhã desta segunda-feira, 15, a PF prendeu a ativista Sara Winter em Brasília. O mandado de prisão foi autorizado pelo ministro Alexandre de Moraes, no âmbito de inquérito que apura atos antidemocráticos.

Sara Winter é integrante do movimento os "300 do Brasil", grupo armado de extrema direita formado por apoiadores de Jair Bolsonaro. Além da ativista, outras cinco pessoas também foram presas.

t

Em maio, Sara Winter foi alvo de busca e apreensão em operação da PF no âmbito do inquérito das fake news contra o STF. No Twitter, a ativista chamou Alexandre de Moraes, relator do inquérito de covarde.

t

No mesmo mês, Winter liderou um protesto em frente ao STF acompanhada de manifestantes usando máscaras e carregando tochas. Já no último sábado, 13, um grupo de 20 pessoas do movimento, liderado por Sara Winter, invadiu a parte de cima da cúpula do Congresso. Também no Twitter, ela pediu ao presidente uma reação.


t

Ataques

No último sábado, 13 de junho, o STF foi alvo de ataques. Manifestantes soltaram fogos direcionados à Corte e gravaram vídeos insultando ministros, o Congresso e o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha.

Entre os envolvidos estava Renan Sena, ativista apoiador do presidente Bolsonaro. Ele acabou detido neste domingo, mas foi liberado após ser ouvido por policiais. 

No Twitter, Sara Winter fez um vídeo em apoio a Renan. 

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 15/6/2020 12:17

LEIA MAIS