sábado, 28 de novembro de 2020

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

STF

Celso de Mello suspende ações contra Dallagnol no CNMP

Decano do Supremo aceitou pedido da defesa do procurador.

terça-feira, 18 de agosto de 2020

O ministro Celso de Mello, do STF, relator das PET 9.067 e 9.068, concedeu tutela provisória de urgência em favor do procurador da República Deltan Dallagnol, determinando a imediata suspensão cautelar dos procedimentos administrativo-disciplinares instaurados contra o membro do Ministério Público Federal a pedido, respectivamente, da senadora Kátia Abreu e do senador Renan Calheiros, perante o CNMP.

t

Na semana passada, Deltan recorreu ao STF para suspender a tramitação dos procedimentos, que poderiam afastá-lo temporariamente do cargo e do comando da força-tarefa da Operação Lava Jato em Curitiba.

Na decisão, Celso de Mello disse que a suspensão vale até que o Supremo julgue a questão de forma definitiva. A data ainda não foi definida.

Relembre

Estava na pauta do CNMP um pedido de providências protocolado no ano passado pela senadora Kátia Abreu. A parlamentar alega que Dallagnol teria violado seu dever funcional ao compartilhar nas redes sociais uma notícia publicada pelo jornal O Estado de S.Paulo que apresentava detalhes sigilosos sobre uma investigação da Lava Jato contra ela. Posteriormente, os fatos foram arquivados pelo Supremo.

A defesa do procurador argumentou que ele foi absolvido da acusação de exercer atividade política na ação proposta pelo senador Renan Calheiros, na qual o parlamentar acusou Dallagnol de ter se engajado em atos de natureza político-partidária, o que é vedado aos membros do Ministério Público, ao se posicionar contra sua eleição para a presidência do Senado em 2019. Dessa forma, segundo os advogados, o tema não poderia ser avaliado novamente.

Leia a íntegra das decisões (9.067 e 9.068)

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 18/8/2020 11:47