sábado, 5 de dezembro de 2020

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Novidade

Szazi, Bechara, Storto, Reicher e Figueirêdo Lopes Advogados anuncia nova área e nova sócia

Escritório anuncia a nova área "Inovação, Negócios de Impacto e ESG" e Aline Gonçalves de Souza como nova sócia.

segunda-feira, 26 de outubro de 2020

O escritório Szazi, Bechara, Storto, Reicher e Figueirêdo Lopes Advogados anuncia a criação da área "Inovação, Negócios de Impacto e ESG" e nova sócia, Aline Gonçalves de Souza.

(Imagem: Divulgação)

(Imagem: Divulgação)

Szazi, Bechara, Storto, Reicher e Figueirêdo Lopes Advogados é um escritório pioneiro especializado em Terceiro Setor, Responsabilidade Social, Meio Ambiente e Direitos Humanos. Atuante desde 2002, oferece suporte jurídico para institutos, fundações, empresas e entes públicos que atuem em torno de investimentos e projetos sociais.

Aline, que já está na banca desde 2017, vai somar ao time de sócios e consolidar a sua atuação junto a projetos de inovação, negócios e investimentos de impacto além de orientar práticas ESG - Environmental, social and corporate governance, que engloba temas de governança ambiental, social e corporativa. Apoiada em sua larga experiência com Direito Societário, Público e de Terceiro Setor, Aline fará o assessoramento para startups, organizações da sociedade civil, projetos de tecnologia e inovação, ICTs,  endowments/fundos patrimoniais, além de aceleradoras e incubadoras.

Ela se formou em Direito pela PUC/SP em 2009 e hoje é doutoranda em Administração Pública e Governo na EAESP/FGV. Aline também é especialista L.LM. em Direito Societário pelo Insper, onde recebeu prêmio pela melhor monografia de 2015 e a primeira nota máxima da instituição. Seu trabalho premiado foi publicado como livro pela Editora Almedina: "Empresas Sociais: uma abordagem societária".

Aline tem trajetória rara e instigante já que a sua experiência combina a atuação em escritórios de advocacia, Poder Público e Think Tank jurídico. Em escritório, assessorou importantes causas de Direito Regulatório e Concorrencial de projetos de infraestrutura por meio da criação de arranjos societários e contratuais entre iniciativa privada e Poder Público que tiveram grande visibilidade na mídia. Também lidou com temas de compliance anticorrupção e antitruste, tendo acompanhado de perto a criação dos marcos normativos sobre os temas. No Szazi, Bechara, Storto, Reicher e Figueirêdo Lopes Advogados desde 2017, tem atuado nas demandas societárias envolvendo associações, fundações, ICTs e interface com empresas, investidores e órgãos públicos.

Junto ao Governo, Aline foi assessora da Secretaria Geral da Presidência da República (2013-2014), onde desenvolveu estudos e trabalhos para a agenda de criação do Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil. Durante o seu tempo em Brasília, ela colaborou com a discussão e a tramitação de marcos legais relacionados ao terceiro setor, orçamento público, bem como auxiliou na construção de agenda de conhecimento, por meio da produção e análise de dados. Esse trabalho permitiu que ela conhecesse a dinâmica de atuação de diversos ministérios, as interações com os entes subnacionais e a relação do Governo Federal com o Congresso Nacional, tanto técnica, quanto política. Essas experiências permitem que hoje Aline tenha uma visão consistente a respeito das possibilidades, caminhos e limites para a elaboração e implementação de uma política pública com ferramentas de transparência e advocacy. Nesta ocasião, Aline também pode exercer um papel inovador ao ter presidido a Comissão Organizadora do primeiro Hackathon - Maratona de Hackers da agenda das OSC no Governo Federal, tendo sido a pessoa responsável pela supervisão de todos os protocolos de acesso aos dados das bases públicas geridas pelo governo federal.

Em pesquisa, além de prestar consultoria para importantes organizações como UNESCO, PNUD e SENAC, Aline coordena projetos de pesquisa na área das OSC na Coordenadoria de Pesquisa Jurídica Aplicada da FGV Direito SP. Pesquisadora na FGV desde 2015, Aline foi a coordenadora executiva do Projeto que teve apoio da União Europeia "Sustentabilidade Econômica das Organizações da Sociedade Civil" realizado em parceria com o Grupo de Institutos, Fundações e Empresas - GIFE e Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada - IPEA. Em 3 anos de projeto, Aline coordenou 7 publicações que construíram robustos diagnósticos e propostas de aperfeiçoamentos aos atuais entraves para a sustentabilidade econômica das OSC. Dentre os temas de destaque, estão Fundos Patrimoniais (endowments), Marco Regulatório das OSC, Imposto de doações (ITCMD) e Lei Geral de Proteção de Dados.

Por sua atuação como pesquisadora, Aline foi uma das vencedoras do concurso "Civil Society Policy Impact Research Award" de 2020 promovido pela International Society for Third-Sector Research (ISTR).

Por fim, importante destacar a atuação da Aline junto ao Sistema B, movimento mundial que certifica negócios que se comprometem a gerar impacto positivo. Ela integra o Grupo Jurídico do Sistema B, que coordena o Grupo de Trabalho sobre ambiente normativo na Estratégia Nacional de Investimento e Negócios de Impacto (ENIMPACTO), criada pelo Governo Federal. Também é palestrante em diversas conferências nacionais e internacionais sobre o tema.

Aline é conhecida pela profundidade das análises que realiza, por seu espírito criativo, inovador e habilidade didática. Características que são evidenciadas na apresentação que faz aos seus clientes sobre as possibilidades jurídicas para formatação de negócios e parcerias envolvendo temas de inovação e impacto. Com a sua entrada na Sociedade e a estruturação de nova área, a banca estará cada vez mais pronta para atender processos de inovação de seus clientes.

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 26/10/2020 16:02