sábado, 28 de novembro de 2020

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Imóvel

Justiça do DF cancela hipoteca cedular de imóvel quitado há mais de 180 dias

Conforme decisão, hipoteca enseja restrição ao livre exercício do direito de propriedade.

sexta-feira, 20 de novembro de 2020

A juíza de Direito substituta Marília Garcia Guedes, de Brasília/DF, deferiu pedido de tutela de urgência para cancelar hipoteca cedular.

No caso, a julgadora verificou constar da escritura de compra e venda a informação de que o pagamento do imóvel se daria em uma única parcela, cujo valor quitou o imóvel e as dívidas relativas as taxas condominiais e débitos de IPTU/TLP, ocasião em que foi dada plena e geral quitação por parte da vendedora.

"Não obstante a previsão contratual e o pagamento, pelos autores, do preço ajustado, a certidão de matrícula do imóvel evidenciam a existência da hipoteca cedular averbada e que ainda não foi baixada."

(Imagem: Pixabay)

(Imagem: Pixabay)

Assim, a magistrada reconheceu a plausibilidade do direito invocado pelos autores, tendo em vista a previsão contratual de baixa do gravame em até 180 dias após a quitação.

"O perigo de dano está presente, tendo em vista que a hipoteca enseja restrição ao livre exercício do direito de propriedade, apesar de estarem quites com todas as obrigações, o que lhes trazem enorme insegurança, sobretudo pela incerteza econômica vivenciada pela JFE 2 Empreendimentos Imobiliários."

O escritório Santos Perego & Nunes da Cunha Advogados Associados representa os autores.

  • Processo: 0737555-40.2020.8.07.0001

____________

t

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 20/11/2020 18:23