sábado, 23 de janeiro de 2021

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Promoção

Resultado do sorteio da obra "Agronegócio, Sustentabilidade e a Agenda 2030"

Uma obra inédita e com grande qualidade técnica, tanto do ponto vista acadêmico quanto prático.

quarta-feira, 2 de dezembro de 2020

A obra "Agronegócio, Sustentabilidade e a Agenda 2030 - A Relação Entre Economia Verde, Código Florestal e Poder Judiciário" (Thoth - 147p.), de Rafaela Aiex Parra, traz importantes considerações sobre o papel de destaque do agronegócio brasileiro e sua característica sustentável, fazendo reflexões jurídicas sobre o tema de relevância no cenário global.

(Imagem: Arte Migalhas)

(Imagem: Arte Migalhas)

Nesta obra buscou-se analisar os efeitos da globalização e do Desenvolvimento Sustentável para o Agronegócio e qual o papel destes na Agenda 2030 proposta pelas Nações Unidas. A partir de então, entendendo a Sustentabilidade como novo valor nas relações internacionais e, por consequência, na própria rotina nacional, seja em ambiente público ou privado, passou-se a analisar a importância da Economia Verde na atualidade e qual seria a contribuição do Código Florestal e das Cotas de Reserva Ambiental para a consecução dos objetivos de alcance do Desenvolvimento Sustentável no setor do agronegócio.

Por fim, o resultado buscou tratar dos limites e possibilidades inerentes à interpretação da legislação pelo Poder Judiciário, em um Estado democrático, demonstrando como a judicialização em virtude de uma decisão do STF pode comprometer a plena eficácia do Desenvolvimento Sustentável à medida em que não proporciona a aplicabilidade da lei florestal em sua integralidade, deixando espaço para a insegurança jurídica e, por conseguinte, a retração do mercado para a regularização ambiental por meio das Cotas de Reserva Ambiental.

Os resultados e contribuição foram o de compreender como a recente decisão judicial emanada pelo STF em relação à constitucionalidade do Código Florestal e a criação do termo "identidade ecológica" podem impactar no agronegócio e na Agenda 2030 global.

Sobre a autora:

*Rafaela Aiex Parra é mestre em Direito Negocial - UEL, MBA em Agronegócios - ESALQ/USP e em Gestão Estratégica de Empresas - ISAE/FGV. Especialista em Direito Aplicado - EMAP. Membro do Comitê de Sustentabilidade - Sociedade Rural Brasileira. Membro da Comissão de Direito Agrário e Agronegócio da OAB/PR. Coordenadora da pós-graduação em Direito do Agronegócio - IDCC. Professora do Instituto Brasileiro de Direito do Agronegócio - IBDA e da PUC, campus Toledo/PR.

________

Ganhadores:

Grazieli Luani Giacomino, de Matão/SP

Lucas Santana Andrade, de Guaçuí/ES.

 

 

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 2/12/2020 08:06