domingo, 24 de janeiro de 2021

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Ataque cibernético

Não houve danos ao ambiente computacional após ataque hacker, diz TRF-1

Em nota, o Tribunal informou que adotou as medidas jurídicas destinadas à pronta apuração dos fatos.

sábado, 28 de novembro de 2020

O TRF da 1ª região informou neste sábado, após ataque hacker, que considerando a gravidade do ocorrido, adotou as medidas jurídicas destinadas à pronta apuração dos fatos. A nota ainda ressalta que até o momento não se verificou a existência de danos ao ambiente computacional do Tribunal.

Segundo a nota, o Tribunal tomou ciência do ataque cibernético na noite de quinta-feira, 26, quando adotou medidas destinadas a isolar totalmente os serviços dos sistemas oferecidos aos usuários externos, impedindo qualquer acesso remoto.

A expectativa, segundo o Tribunal, é de que já neste sábado inicie, de forma gradativa, o restabelecimento dos serviços de TI para acesso externo, "à medida que for garantida a segurança adequada".

(Imagem: TRF-1.)

(Imagem: TRF-1.)

Ataques

No início do mês, dia 3, o STJ também foi vítima de ataque cibernético, quando foram interrompidas as transmissões de todas as sessões, que aconteciam de forma virtual.

O site da Corte ficou vários dias fora do ar, foram suspensos os prazos e as sessões. Segundo informações, outros órgãos, como o ministério da Saúde e o governo do Distrito Federal, também foram vítimas de ataque na mesma semana.

O presidente do STJ, ministro Humberto Martins, informou passados nove dias do ataque, que o trabalho de recuperação dos sistemas apresenta cenário positivo além do previsto, estando praticamente restauradas as principais ferramentas.

No dia 17, as sessões de julgamento voltaram a ocorrer, mas logo no início, as transmissões foram interrompidas por instabilidade. A instabilidade afetou a transmissão de todas as seis turmas.

Nesta semana, porém, as sessões foram realizadas sem nenhum problema aparente.

Veja a íntegra da nota do TRF-1:

_____

Nota de Esclarecimento sobre o acesso indevido aos sistemas do TRF 1ª Região

O Tribunal Regional Federal da 1ª Região, com sede em Brasília e jurisdição sobre 13 estados da Federação e o Distrito Federal, vem a público esclarecer que, na noite dessa quinta-feira, dia 26 de novembro de 2020, por volta das 19h, tomou ciência de acesso indevido ao seu ambiente de dados.

Em razão disso, resolveu adotar medidas destinadas a isolar totalmente os serviços dos sistemas oferecidos aos usuários externos do TRF1, impedindo qualquer acesso remoto.

Deve ser pontuado que, ao mesmo tempo em que trabalhava para o restabelecimento dos seus sistemas de informática, o Tribunal Regional Federal da 1ª Região, ao longo de todo o dia desta sexta-feira, 27 de novembro de 2020, considerando a gravidade do ocorrido, adotou as medidas jurídicas destinadas à pronta apuração dos fatos.

É de se informar ainda que a equipe da Secretaria de Tecnologia da Informação deste Tribunal Regional Federal permanece trabalhando e espera, já neste sábado, dia 28 de novembro de 2020, iniciar, de forma gradativa, o restabelecimento dos serviços de TI para acesso externo, à medida que for garantida a segurança adequada.

Por fim, segundo os elementos levantados até o momento pela Secretaria de Tecnologia da Informação não se verificou a existência de danos ao ambiente computacional deste Tribunal Regional Federal.

Assessoria de Comunicação Social

Tribunal Regional Federal da 1ª Região

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 28/11/2020 09:09

LEIA MAIS