quinta-feira, 28 de janeiro de 2021

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Em documento entregue ao STF, a AASP defendeu a atuação da Corte e criticou abusos praticados em operações policiais

Em documento entregue ontem, 7/10, ao presidente do STF, a Associação dos Advogados de São Paulo (AASP) defendeu a atuação da Corte e criticou abusos praticados em operações policiais. Interceptações telefônicas infindáveis; expedição de mandados judiciais genéricos; prisões cautelares em série, sem motivação; utilização de aparato policial desproporcional e exposição de presos como "troféus" foram itens citados pela entidade como "procedimentos que maculam o devido processo legal".

quarta-feira, 8 de outubro de 2008

 

Atuação

 

Em documento entregue ao STF, a AASP defendeu a atuação da Corte e criticou abusos praticados em operações policiais

Em documento entregue ontem, 7/10, ao presidente do STF, a AASP - Associação dos Advogados de São Paulo defendeu a atuação da Corte e criticou abusos praticados em operações policiais.

Interceptações telefônicas infindáveis; expedição de mandados judiciais genéricos; prisões cautelares em série, sem motivação; utilização de aparato policial desproporcional e exposição de presos como "troféus" foram itens citados pela entidade como "procedimentos que maculam o devido processo legal".

"Os advogados brasileiros têm tradição de se manifestar nos momentos mais graves da vida nacional", justifica a AASP no manifesto que foi entregue ao ministro Gilmar Mendes pelo presidente da entidade, Marcio Kayatt. Para os advogados, "o STF vem cumprindo fielmente o seu papel de guardião dos preceitos constitucionais".

Subscrevem o documento "Um brado à sociedade", além do presidente da AASP, os ex-presidentes da entidade, advogados Aloísio Lacerda Medeiros, Antônio Cláudio Mariz de Oliveira, Antonio de Souza Corrêa Meyer, Antonio Ruiz Filho, Carlos Augusto de Barros e Silva, Clito Fornaciari Júnior, Eduardo Pizarro Carnelós, José Roberto Batochio, José Roberto Pinheiro Franco, José Rogério Cruz e Tucci, Mário de Barros Duarte Garcia, Mário Sérgio Duarte Garcia, Miguel Reale Júnior, Renato Luiz de Macedo Mange e Sérgio Pinheiro Marçal.

_________________

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 8/10/2008 08:44