sexta-feira, 22 de janeiro de 2021

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Novo serviço do site do STF divulga devolução de pedidos de vista

O portal do STF na Internet acaba de lançar um serviço que atualizará os leitores sobre a devolução dos processos sobre os quais houve pedido de vista de algum ministro da Corte. Ao devolver um processo, o ministro que teve vista dos autos possibilita o seu retorno para a pauta de julgamentos do Plenário.

segunda-feira, 22 de junho de 2009


Nova seção

Novo serviço do site do STF divulga devolução de pedidos de vista

O portal do STF na Internet acaba de lançar um serviço que atualizará os leitores sobre a devolução dos processos sobre os quais houve pedido de vista de algum ministro da Corte. Ao devolver um processo, o ministro que teve vista dos autos possibilita o seu retorno para a pauta de julgamentos do Plenário.

Dentro do menu "Processos", a informação está acessível no link "Vistas Devolvidas" (clique aqui). Nele está uma lista dos processos prontos para retomada do julgamento após análise aprofundada de um ministro que não foi o relator da matéria. A lista traz o nome do relator, o nome do ministro que pediu vista, a data da devolução para julgamento do Plenário e a pauta temática relativa à matéria.

Atualmente, cerca de 50 processos em que houve pedido de vista no Plenário figuram na lista de processos devolvidos para julgamento, como é o caso da Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental 101 (clique aqui), que trata da importação de pneus usados e deve ter o julgamento retomado em breve.

Ao divulgar as ações que tiveram vista de um ministro e foram devolvidas, o Supremo dá transparência aos prazos usados pelos magistrados para estudar cada matéria.

Sobrestamento

Ainda no menu Processos, é possível visualizar o link "Sobrestamento de Processos" (clique aqui). Ele traz a lista de decisões do Plenário que suspenderam ações judiciais em tramitação em outras instâncias até que o Supremo tenha uma definição permanente e final sobre o tema discutido.

Além da lista de processos que foram suspensos (sobrestados) nas instâncias inferiores, o leitor do site tem uma explicação objetiva e em linguagem acessível sobre a tramitação dos processos que tiveram prazo suspenso até que o Supremo decida a questão de acordo com os princípios constitucionais.

Atualmente, estão sobrestadas, em diversas instâncias, ações sobre: ICMS na base de cálculo da COFINS e do PIS/PASEP (ADC 18 - clique aqui); Termo de Acordo de Regime Especial (RE 576155 - clique aqui); Aumento de vencimentos e isonomia (ADPF 79 - clique aqui); Ampliação de prazo para a Fazenda Pública (ADC 11 - clique aqui) e aborto de fetos anencéfalos (ADPF 54 - clique aqui).

_________________

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 22/6/2009 09:11